Mão de obra tijolo ecológico

É necessária mão de obra especializada para aplicação de tijolos ecológicos?

24 de março de 2020 Off Por admin
Construir ou reformar um ambiente são tarefas um tanto morosas, trabalhosas e que incomodam muitas pessoas. O quebra-quebra durante a obra, o atraso no prazo de entrega, a sujeira e os gastos que parecem não ter fim assombram a vida de quem precisa reformar ou construir. Apesar disso, essas ações são extremamente necessárias em qualquer ambiente, seja residencial ou comercial. Como forma de amenizar um pouco esses impactos, inclusive ao meio ambiente, foram criados recentemente os tijolos ecológicos. Proporcionando menos sujeira, menos desgaste do meio ambiente e mais economia, essa é uma opção muito vantajosa para qualquer tipo de construção. Confira mais detalhes e descubra se é preciso contratar mão de obra especializada para esse serviço!

O que é o tijolo ecológico e quais são os seus diferenciais?

O tijolo ecológico é composto por solo e cimento, as peças também são conhecidas como Blocos de Terra Comprimida (BTC). Um dos grandes diferenciais desse tipo de tijolo, que já é produzido por várias marcas brasileiras de construção, é que sua fabricação não inclui a queima do objeto em forno, evitando, assim, a combustão da madeira e preservando mais o meio ambiente. Esse processo, chamado de cura, no tijolo ecológico é feito somente com água e sombra. Outra grande vantagem é a economia de materiais usados em obras que utilizam tijolos convencionais, além da exclusão de algumas etapas. Com o uso do tijolo ecológico, não é preciso passar cimento entre as peças, nem rebocar, além de não ser necessária a utilização da madeira na estrutura. Isso porque o formato desse tipo de tijolo se assemelha a um bloco de montar com furos, como o brinquedo Lego, por exemplo. Por estes furos passam o cimento e a ferragem usada para fazer a amarração da estrutura. Além disso, ao erguer as paredes, não será necessária a adição de pilares e vigas, o que torna a obra mais barata e mais ágil ainda. Consequentemente, não usar cimento e areia diminui a sujeira no ambiente e o trabalho de limpá-la no final de cada dia de obra. Além disso, é fácil para a adequação da fiação elétrica, que pode ser inserida nos buracos arredondados das peças, com duplo encaixe e face lisa, que não danifica os fios que forem passados pelo meio. Em relação à economia, apesar de ter um preço um pouco mais caro do que o tijolo convencional – cerca de 20% a mais – a economia ocorre durante a construção, uma vez que praticamente não é usado cimento nem areia, além de não precisar de uma estrutura de madeira e muito menos de reboco.

Mas, como manusear o tijolo ecológico?

Por ser um tipo de tijolo diferenciado, muitas pessoas acham que é difícil de lidar com ele. Apesar disso, é até mais fácil manuseá-lo em comparação com o tijolo tradicional. A sua instalação não requer uma mão de obra especializada, podendo ser manuseado por pessoas que têm experiência mínima em construção. Isso porque não é preciso passar reboco, lidar com areia ou madeira. Ficou interessado pelos tijolos ecológicos? Acesse nosso blog e leia outros textos sobre construções em geral!